Aquele Lugar

domingo, 14 de julho de 2013

Postado por:Maria Raquel Silva

Voltamos àquele lugar. Foi estranho.
Está tudo diferente.
É claro que lugares são apenas lugares. Eles mudam. Impossível serem preservados para sempre do mesmo jeito.
Mas a gente espera que eles estejam iguais.

Provavelmente para termos a sensação de voltar no tempo quando os visitarmos.
Revivermos um tempo já passado. A mente humana é teimosa e se recusa a deixar as coisas irem embora.
Está sempre apegada a tudo. Sempre querendo que tudo fique do jeito que é.
Mesmo que esse jeito não seja mais há muito tempo.

O lugar é o mesmo, mas as paredes estão mudadas.
Aquelas paredes que guardaram tantas gargalhadas, tantas lembranças, tantas bobagens.
Estão melhor pintadas, ou foram derrubadas para dar lugar a outras.

As pessoas mudaram. Algumas ainda estão ali. Sobreviventes.
Mas a maioria é diferente. Não são as mesmas de quando íamos lá.
Tem um estilo que não é igual ao nosso. Algo que as difere de como éramos quando frequentávamos o lugar.

O lugar está diferente. Quase irreconhecível.
Ainda bem que não nos definidos por ele.
Porque por mais que o lugar tenha mudado, nós ainda somos os mesmos.
Talvez também tenhamos mudado. Porém, nossa relação não mudou muito.
Ainda somos aquele mesmo grupo de adolescentes. Ainda temos aquela mesma paixão por algo que nos unia. E ainda une.
O que é esse algo? Nunca saberei.
Mas sei que essa paixão ainda está lá.

Por mais que o lugar mude, tem algo que nunca vai mudar.
Algo que nasceu lá.
Nossa amizade.
Isso eu sei que é mais eterno que um simples lugar.
Mesmo que seja aquele lugar.

Sucesso

terça-feira, 2 de julho de 2013

Postado por:Maria Raquel Silva

Sucesso. Está aí uma coisa que a maioria das pessoas deseja. Se não explicitamente, no mais íntimo do seu ser.
E é estranho.
Porque quase todas as pessoas conseguem atingir o sucesso.
O problema é que alguns o confundem com fama.
E essa raríssimas pessoas alcançam.

A fama requer trabalho duro. Sim. Mas o que é realmente necessário para se ter fama é sorte.
Uma boa, gigantesca, inimaginável, dose de sorte.
E sorte é dividida desigualmente, cegamente e desnecessariamente.
Ao contrário da Justiça, Fortuna enxerga e ouve muito bem. Ela só é má por natureza.

Ao contrário do sucesso.
O sucesso não depende de uma deusa romana. Ou de deuses de nenhuma das mitologias.
Depende apenas de você.
É um pensamento intrínseco na sociedade que, se você trabalhar duro o bastante, e com força de vontade o bastante, conseguirá dinheiro e fama.
Mas não é verdade.
Você conseguirá sucesso.

E sucesso não é uma foto sua na capa de uma revista. Ou um discurso seu entre os vídeos mais vistos do Youtube. Ou ainda seu livro na lista de mais vendidos.
Sucesso é o sorriso que aparece em seu rosto toda a vez que um cliente dá uma boa gorjeta e o elogia ao gerente.
Sucesso é quando o paciente procura por você e apenas você para tratar dele, por causa da sua gentileza e o tratamento que deu a ele, como se estivesse tratando de seus próprios filhos.
Sucesso é quando você organiza todos os papéis daquele arquivo tão perfeitamente que seu chefe te dá um sorriso orgulhoso e fala a todos no escritório quão bom você é.
Ou quando você limpa o chão com tanta vontade que seu próprio reflexo pode ser visto nele.

Sucesso não é aparecer na televisão.
Sucesso é fazer o que gosta e fazê-lo bem feito. Não importa o que for. Garçom, médico, secretário, faxineiro.
O que se faz para ganhar a vida não te faz um perdedor ou um ganhador.
Mas sim como você o faz.
Fazer as coisas bem feito e se sentir feliz com o que está fazendo.
Isso é ter sucesso.

 

Doces Comentários Ácidos
Copyright © 2012 Design by Antonia Sundrani Vinte e poucos e bTemplates
Imagens em: Foter
Logotipo original por M.R. Silva e FreeLogoServices