Tudo Bem?

segunda-feira, 14 de março de 2016

Postado por:Maria Raquel Silva


"Tudo bem?"
Não, não está tudo bem.
Alguém que está bem não fica semanas trancado no quarto saindo raramente para comer e sem conseguir ter interações humanas.
Alguém que está bem não dorme o dia todo e assiste seriados de gente rica durante a madrugada porque os problemas absurdos deles são mais fáceis de resolver que os seus.

(Lembram quando a Lara foi sequestrada por terroristas do Leste Europeu e o Johnny teve que pagar o resgate, mas na verdade era uma armadilha que o inimigo do pai dele fez para matar Johnny por vingança?
Lara, que nunca teve que se preocupar com o quanto estava gastando por dia para viver.
Lara, que nunca pesou verdadeiramente que o caminho que escolheu para seguir em sua vida não está levando a lugar nenhum.
Lara, que nunca teve sentimento de culpa por estar vivendo as custas dos pais quando todo o mundo da mesma idade dela já está constituindo a própria família.)

Mas não, não é só "enfrentar".
Não é "apenas ir".
Não é "levante da cama, abra a janela, que tudo vai melhorar".
O mundo não exige mais apenas presença. O mundo quer atenção, quer feedback e opinião.

E é difícil se fazer presente quando só se tem um sentimento dentro da gente.
É impossível prestar atenção quando tudo que sua mente faz é gritar internamente.
E é ainda mais inimaginável deixar esse sentimento de lado.

Por que deixar de sentir esse sentimento quer dizer que não haverá sentimento nenhum.
Será só um vazio.

Nem lembro mais de como é se sentir feliz.
Sei que aconteceu por causa das lembranças.
Mas é algo que parece tão distante, tão enevoado, que a única certeza é que nunca mais vai acontecer.

 

Doces Comentários Ácidos
Copyright © 2012 Design by Antonia Sundrani Vinte e poucos e bTemplates
Imagens em: Foter
Logotipo original por M.R. Silva e FreeLogoServices