Privilégio e Protagonismo

domingo, 24 de abril de 2016

Postado por:Maria Raquel Silva


Você acha que não é privilegiado.
Você acha que porque seus pais se esforçaram para te mandar para a faculdade, você não tem nada de diferente.
Você acha que por eles trabalharem muito por você, que não tem nada a mais que milhares de outros.
Você acha que é igual a todo o resto do mundo. Que está na mesma "luta" que todos os outros.
Você não vê que apenas esse ato, dos seus pais cuidarem de você, já é um privilégio.

Você acha que a cor da sua pele não te diferencia.
Você acha que conhecer fulano ou ciclano não te faz melhor que outros.
E você acha que todos tem as mesmas condições.

Você acha que quem está na cadeia, no tráfico de drogas e na periferia escolheu estar lá.
Você acha que todo mundo tem escolha, porque você tem.
E você acha que as pessoas tem prioridades diferentes, você acha que elas escolhem ter um celular a ter uma casa própria.

Você acha que as pessoas vivem as custas do governo. Mesmo enquanto você trabalha para ele.
Mas você trabalha, você se esforça para ter o que tem.
E seus filhos vivem às suas custas, porque eles podem. Porque você trabalha duro para eles.
E você não acha que eles são privilegiados. Eles são iguais a todos os outros filhos.

Você acha que quem está descontente com uma situação, que reclame.
Mas você não cala a boca para ouvir a reclamação alheia.
Você nunca cala a boca.
Você nunca ouve os outros.

Você tem seu lugar de fala. Aliás, você fala pra caralho.
Você não deixa ninguém mais falar.
Não, não é mais seu lugar para falar. Não é meu lugar também.
Apenas cale a boca e escute.

 

Doces Comentários Ácidos
Copyright © 2012 Design by Antonia Sundrani Vinte e poucos e bTemplates
Imagens em: Foter
Logotipo original por M.R. Silva e FreeLogoServices