The Great Perhaps

sábado, 19 de julho de 2014

Postado por:Maria Raquel Silva

Pensei em você hoje.
Sonhei acordada com o nosso reencontro.
Ambos éramos mais velhos, mais resolvidos, mais corajosos.

Nos encontramos por acaso, claro.
Dissemos tudo o que não tivemos coragem ou oportunidade de dizer antes de pararmos de nos falar.
Quer dizer, eu disse.
Eu estava mais corajosa. Eu falei as coisas que sempre quis falar para você.
Você era fruto da minha imaginação.
Era o que eu queria que fosse. Se comportou como eu desejava que se comportasse.

Começamos com conversas bobas, sobre outros que faziam parte da nossa vida.
Sobre o passado e sobre o quanto estávamos mudados.
Sobre a última vez que nos vimos, e sobre como era aquelas poucas vezes que conversávamos.

Não tive coragem de terminar o devaneio.
Não tive coragem de te inventar mais.
Não tive coragem de alimentar mais essas ilusões.

Que vamos nos reencontrar.
Que você ainda vai estar contente em me rever, como fazia no passado.
E que, finalmente, algo além iria acontecer.

Acho que se tratando de você, o que sempre me faltou foi coragem.
Deve ser por isso que bebo tanto.

 

Doces Comentários Ácidos
Copyright © 2012 Design by Antonia Sundrani Vinte e poucos e bTemplates
Imagens em: Foter
Logotipo original por M.R. Silva e FreeLogoServices